Cidade de Correntina, Bahia, vá a luta pela preservação da vida e das espécies.

Cidadão correntinense, ame suas aliadas, as pequenas e ainda restantes porções de cerrado, não permitam mais destruição, não deixem que matem seus pequenos no tamanho, mas grandiosos na importância, os rios e suas nascentes.  
Da mais rudimentar a mais evoluída, toda forma de vida luta, reage frente à ameaça a sua integridade, a todo custo dá sinais incontestáveis da não especificação na criação que determine qual espécie possa servir de alimento à outra ou não: O sistema resultante de bilhões de anos da terra na diversidade das estruturas demonstra que sem dúvida o equilíbrio é necessário; se pudesses ver-me nesta tarde, não veria lágrimas em meus olhos, mas com clareza perceberia por um momento, uma forte expressão de desilusão, tudo é levado a girar em torno do dinheiro, poder, status, políticos prometendo um futuro promissor, as religiões prometendo céus para a posteridade; seria preciso dizer o que motiva e sustenta tais sistemas? Mencionar o planeta terra para lamentar o terrorismo praticado contra ela é endossado por todos nos adultos: O berço, a cama ou a rede e a vida só é possível graças ao biossistema em perfeito equilíbrio global. Não é inteligente aceitar ou estupidamente profetizar, afirmar que o fim dos tempos está certo, que tenha um fim por culpa do espírito humano. Um dia nossa galáxia pode ser extinta, vamos admitir que sim, mas isto ocorreria mesmo sem a existência dos seres humanos. A vida permanece no planeta sem os seres humanos, mas, nenhuma delas sem os vegetais que além de alimento, mantém o clima estável; espero, gostaria de estar certo, acreditar que existam muitas outras pessoas sensíveis e em comunhão com esta observação, a superfície coberta por uma vegetação com copas irregulares em dimensão e altura, controlam o vento, refrigeram a terra. Há contradição de alguns órgãos públicos nas áreas sob seu comando que reafirmam o que digo, sendo tudo por dinheiro. (IBAMA), não compartilho com a covardia da retirada de um animal de seu habitat para fazê-lo sofrer: O IBAMA sustenta bons empregos, mas, pude presenciar que na realidade, o que deve funcionar muito bem e sem contratempos é o deposito de salários de seus membros; Sem defesa, mas saliento, quando em flagrante um cidadão portando um animal, pássaro ou réptil, pode ser detido ou pagar multa, agora, se sente ou levante-se... No estado da Bahia (Brasil), milhares de alqueires, extensões inimagináveis de mata nativa, serrado, estão sendo eliminados, neste local em que estive, temos um rio que por ironia chama-se Rio do Meio, mas eu entendo, é o meio do fim; é um pequeno rio, em média uns três metros de largura, mas com forte fluxo de água, tem-se a impressão que sua água está fugindo das muitas bombas que o incomoda, ameaçando-o de no futuro ser apenas uma lembrança em uma região repleta de planícies, cortadas pelo mesmo e servindo de bebedouro para toda forma vida ao seu alcance, sem esquecer os peixes, residentes cativos: O oeste do estado da Bahia nesta região é muito quente no verão, entretanto, por dinheiro, poder e luxuria potentes tratores com grandes correntes partem em direção a destruição da criação perfeita e, fazem isso dentro da lei, autorizados pelo poder público. Onde se encontra a defesa da vida humana, do planeta e das outras espécies? IBAMA! Permites o extermínio das mais variadas forma de vida de nossas matas juntamente com elas? Adultos, filhotes, todos dizimados como se fosse um estorvo, algo sem importância. É preciso lembrar que ainda a tempo de evitar o fim da humanidade por sua própria escolha, não estou delirando não somos especiais, outras formas de vida também tentam se perpetuar e ainda, mais aptas para um planeta mais quente ou mais frio, o que não é o nosso caso: Sem esquecer-se dos insetos e vírus na agricultura principalmente, por exemplo, resistem aos compostos químicos cada vez mais potentes, retornando renovados e resistentes. Acredito sinceramente que a vida é algo além das fábulas e fantasias criadas pelos seres humanos. Existem duas realidades paralelas, aquela que finda conosco, absorvida juntamente com o ultimo suspiro ou, em um futuro se o homem amadurecer e deixar-se levar por passos firmes e conscientes; um dos paralelos é aquele onde, se entrarmos em uma floresta com animais carnívoros, seremos devorados, parece não perceberem que temos uma chama divina... No aspecto agilidade e rápida adaptação, perdemos para os vírus e dezenas de outras espécies, convivemos em um mundo onde catástrofes naturais não nos distinguem, nosso corpo tão bem cuidado se decompõe, o canibalismo não é descartável, em desentendimentos ou conflitos, não nos lembramos da dor ou frustração que o semelhante está sujeito; muito certo nas relações com as pessoas, ter mais a dividir: O outro paralelo é o que vivemos, em acordo com o consciente o subconsciente interage e reage, levando-nos a acreditar nas imagens criadas no campo imaginário, daí, por desconhecermos o que nos envolve em nossa existência totalmente, seja nos limites de nossos sentidos, como além e é certo que há muitíssimo mais; moldando a realidade fabulosa, de acordo com nossas preferências, vivemos com sonhos de acordo com nosso feitio, prova disto encontra-se no caso da dor, por exemplo, é comum a todos, crenças filosóficas não, pessoas fiéis em seus credos religiosos não sonham com símbolos ou imagens de outras correntes, nem sempre aparições são reais, nosso cérebro nos alimenta com acontecimentos, imagens e até alucinações sem sermos esquizofrênicos, seguindo nossas tendências esperantistas, dor é sólida, real, crenças já diz por si mesma, são fantasias: Fantasias podem frustrar, imaginemos um fiel com sua fé dirigida ás razões de seu credo, ao esperar por uma atenção divina, se não correspondido sentir-se-á muito mal; mas prefiro dar continuidade a este tema em particular em outra ocasião por ser muito vasto...
                                                                                  X
Hoje  08-05 2014
Um breve, mas necessário comentário sobre esta página que publiquei.
Antecipando que seu conteúdo não foi motivado por nenhuma razão particular onde houvesse fragmentos de vaidade, frustração ou puramente por não ter o que fazer de melhor: Foi pensando no planeta, pessoas, além de animais, enfim, atento ao bio-sistema ameaçado, agonizante. Fui informado de reações contrarias a este trabalho, ameaçado de levar tiros caso obtivessem meu endereço, também que não poderia mais voltar à região: Não podem os incomodados proibir meu transito pelo país, além de eu ser brasileiro, admiro a espécie humana e, mesmo pouco, o que puder vou fazer para tentar ajudar melhorar: Neste trabalho tenho a convicção que não haveria gesto mais nobre, como a de construir e manter um mundo melhor. Fica o registro.                           

Brasileiros...Mulheres e Homens de Caráter

Alerta geral, Brasil não está sendo governado por brasileiros, se assim fosse, a Amazônia não seria tocada com barbarismo.  Red9 Brasil...